Tempo:

As tuas equipas:
Comunicação
Public account
  Zona PRO
285 créditos
Comprar créditos
Estás na conta publica. Se queres entrar no jogo ou juntar-te a um fórum, tens de fazer log in. Se és um novo utilizador, deves primeiro registar-te.

  PowerPlay Magazine

Andebol: Sistemas Defensivos


Andebol: Sistemas Defensivos

 

   

 

 Neste artigo, que é o primeiro destinado ao Andebol, irei falar um pouco sobre os sistemas defensivos disponíveis no jogo e sobre algumas estatísticas relativas aos mesmos aqui no PPM.

No jogo temos a opção de utilizar 4 sistemas defensivos diferentes (6-0;5-1;4-2;3-2-1), podendo muda-lo ao intervalo.

Apesar de no jogo real isso não espelhar totalmente a realidade, uma vez que uma equipa pode mudar o seu sistema defensivo várias vezes no mesmo jogo, por vezes até apenas por 2 minutos, quando a equipa joga em inferioridade ou superioridade numérica, e também nem todos os sistemas defensivos estão aqui representados, como por exemplo a marcação homem-a-homem, quer a toda a equipa como apenas a 1 ou 2 jogadores.

No entanto, estas são as armas que podemos usar aqui no PPM, e como tal, vamos tentar através deste artigo, aprofundar o nosso conhecimento sobre as mesmas.

Nota: Para as estatísticas não foram registados os jogos em que as duas equipas utilizaram o mesmo sistema defensivo, jogos em que houve grande discrepância de importância de jogo, e jogos depois da 12º jornada do campeonato.

Defesa 3-2-1:

 É formada por três linhas de defesa, uma com três jogadores sobre a linha de seis metros, outra com dois em uma linha intermediária  um pouco a frente dos 6 metros e a terceira linha mais avançada com um jogador.

Tem o objectivo de dificultar a movimentação adversária na zona central do campo, impedindo-o de penetrar no bloqueio ofensivo e também dificultando o remate de fora dos 9 metros. É também o sistema defensivo mais propicio aos contra-ataques devido às posições avançadas dos jogadores.

As suas desvantagens são o provocar um maior desgaste físico e ser mais frágil contra equipas que joguem com um bom pivôt e bons pontas.

Estatísticas:

Percentagem de vitórias: 62,5%

Média de Blocos p/jogo: 2,5

Média de Contra-ataques p/jogo: 7,8 %

Média de Steals p/jogo: 5,1

Defesa 5-1:

Formada por duas linhas de defesa, uma com cinco jogadores próximo a linha de seis metros e a segunda com um jogador  mais avançado. O jogador avançado deve ser rápido, ágil e resistente, não tendo muita importância a sua estatura.

Tem o objectivo de importunar o remate de longa distância na zona central do campo, dificultar o passe ao pivôt e interceptar passes do adversário, criando golos de contra-ataque.

Uma desvantagem desta defesa é permitir por vezes a penetração do adversário por entre a defesa, rematando dos 6 metros.

Estatísticas:

Percentagem de vitórias: 41,7 %

Média de Blocos p/jogo: 2,6

Média de Contra-ataques p/jogo: 5.7

Média de Steals p/jogo: 3.6

 

Defesa 6-0:

É um sistema que se caracteriza por apenas uma linha de defesa com os seis jogadores atuando próximos a linha dos seis metros, e os mesmos deslocam-se de acordo com a trajetória da bola.

Este sistema dificulta o trabalho do pivôt e dos pontas, sendo mais difícil aquipa proporcionar situações de golo destas posições. Também dificulta as penetrações adversárias pelos 6 metros, obrigando-os a rematar de fora dos 9 metros.

No entanto esta defesa é frágil contra equipas que rematam bem de longa distância,  permite a livre circulação de bola do adversário, dificulta os contra-ataques e é menos eficiente a interceptar bolas.

Estatísticas:

Percentagem de vitórias: 35,3%

Média de Blocos p/jogos: 2.5

Média de Contra-ataques p/jogo: 5.2

Média de Steals p/jogo: 3.4

 

Defesa 4-2:

Sistema composto por duas linhas, primeira linha é composta por quatro jogadores próximos à linha de seis metros e a segunda linha é composta por dois jogadores na zona dos 9 metros, no centro da defesa.

Geralmente é utilizado contra equipas que utilizam dois pivôs (não possível no PPM) e com 2 bons rematadores. Mais uma vez dificulta o remate de longa distânicia da zona central, dificulta a circulação de bola do adversárioe permite a defesa interceptar passes do adversário. No entanto facilita o ataque dos pivôs e as penetrações por entre a defesa até aos 6 metros.

* Devido à existência de muito poucos jogos em que as equipas utilizaram este sistema defensivo, não serão disponibilizadas estatísticas, uma vez que não irão espelhar uma realidade estatística relevante.

 

Espero que este artigo tenha sido util para quem esteja ainda a aprender como funciona o Andebol aqui no PPM, e até uma próxima vez.

 





Avaliação do artigo: Fraco - Normal - Excelente     Vistas únicas: 77

Partilha no Facebook   Partilha no Twitter   Partilha no Google+   Partilha no MySpace